domingo, 10 de fevereiro de 2013

Have you seen my lost soul?

Oi.
Eu realmente não encontrei as palavras certas pra começar essa postagem nessa droga de blog que me faz sentir em casa. São dias e dias sem entrar aqui, certo? então a pessoa que digita isso é uma completa louca diagnosticada pelos médicos. Deixem-me citar minhas grandes qualidades descobertas pelos médicos: Anorexia nervosa, induzida a suicidio, sofrendo de síndrome do pânico e depressão na adolescência. Mas não é uma maravilha? realmente, sou uma pessoa invejável.
    Ok, agora vamos tirar a máscara. Minha vida está no buraco mais fundo já cavado no planeta terra. Terapia, pessoas, comida e a falta de balança estão tirando os poucos pensamentos bons existentes em mim. Vou ser sincera: pensamentos suicidas tem me acompanhando há meses. Não sei como tenho coragem de entrar na internet depois de tudo.
     Minha mãe que é a primeira a me condenar pelos meus hábitos, me chama de GORDA. Eu até estava empurrando a comida garganta a baixo, mas agora, ouvir isso dela? "nossa você está gordinha" Obrigada, mas eu sei reconhecer sarcasmo nas palavras. Tá tudo piorando, nessa quinta-feira começam as aulas, mais um ano colocando a máscara mais bonita de todas: a da felicidade. Mais um ano ouvindo: "você é uma boa menina educada e inteligente" mas nenhuma vez ouvindo "eu sei pelo o que você está passando, passaremos por isso juntos, eu te amo e faria de tudo pra ver o seu melhor sorriso" Mas pra quê pensar em amor não é? É como diz a música Someone Who Cares do Three Days Grace: Por que é tão difícil encontrar alguém que se importe com você? Mas é fácil o suficiente encontrar alguém que despreze você.
  Vou vivendo essa meia vida de músicas deprimentes, poesias mal escritas, fotos rasgadas, espelhos quebrados mas sempre, sempre com a bela máscara de sempre.